Ditadura

Taxonomia

Código

Nota(s) de âmbito

Nota(s) de fonte(s)

Nota(s) de exibição

Termos hierárquicos

Ditadura

Termos equivalentes

Ditadura

Termos associados

Ditadura

9 Descrição arquivística resultados para Ditadura

9 resultados diretamente relacionados Excluir termos específicos

Armindo Marcílio Doutel de Andrade (1920-1991)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 18x24cm, p&b, 2 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Boa; RESUMO: Advogado, jornalista e construtor civil. Jornalista, atuou nos folhetins O Globo, Diretrizes, Diário da Noite e O Jornal. Advogado do Banco do Brasil (1950). Integrou o gabinete do Ministério do Trabalho (1953). Deputado Federal (1959-1967). Vice-Governador de Santa Catarina (1960). Em 1980, com a Lei de Anistia, foram restituídos seus direitos e assumiu seu posto no Banco do Brasil.

Anacleto, W.

Armindo Marcílio Doutel de Andrade (1920-1991)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 12x18cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Boa; RESUMO: Advogado, jornalista e construtor civil. Jornalista, atuou nos folhetins O Globo, Diretrizes, Diário da Noite e O Jornal. Advogado do Banco do Brasil (1950). Integrou o gabinete do Ministério do Trabalho (1953). Deputado Federal (1959-1967). Vice-Governador de Santa Catarina (1960). Em 1980, com a Lei de Anistia, foram restituídos seus direitos e assumiu seu posto no Banco do Brasil.

Mello, Édio R.

Armindo Marcílio Doutel de Andrade (1920-1991)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 12x18cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Boa; RESUMO: Advogado, jornalista e construtor civil. Jornalista, atuou nos folhetins O Globo, Diretrizes, Diário da Noite e O Jornal. Advogado do Banco do Brasil (1950). Integrou o gabinete do Ministério do Trabalho (1953). Deputado Federal (1959-1967). Vice-Governador de Santa Catarina (1960). Em 1980, com a Lei de Anistia, foram restituídos seus direitos e assumiu seu posto no Banco do Brasil.

Armindo Marcílio Doutel de Andrade (1920-1991)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 11x18cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Boa; RESUMO: Advogado, jornalista e construtor civil. Jornalista, atuou nos folhetins O Globo, Diretrizes, Diário da Noite e O Jornal. Advogado do Banco do Brasil (1950). Integrou o gabinete do Ministério do Trabalho (1953). Deputado Federal (1959-1967). Vice-Governador de Santa Catarina (1960). Em 1980, com a Lei de Anistia, foram restituídos seus direitos e assumiu seu posto no Banco do Brasil.

Emílio Garrastazú Medici (1905 – 1985)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 18x12cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: boa; RESUMO: Visita do Presidente Medici a Florianópolis. Foi o 28º Presidente do Brasil, o terceiro do período da ditadura militar brasileira, entre 1969 e 1974. Participou da Revolução de 1930 liderada por Getúlio Vargas. Na sua carreira militar, atingiu o posto de General de exército.

Geraldo Pereira Barbosa

DESCRIÇÃO FÍSICA: 9x12cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: Boa; LEGIBILIDADE: Boa; RESUMO: Foi estudante de Medicina da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) no final da década de 1970 e largou o curso para se dedicar às Ciências Sociais. Foi protagonista de diversas lutas populares enquanto líder estudantil: refundar o Diretório Central de Estudantes – DCE da UFSC, a União Catarinense de Estudantes – UCE. Geraldo enquanto estudante da UFSC participou como uma das lideranças da Novembrada. Grupo dirigente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) que organizou a manifestação em 30 de novembro de 1979 contra o então presidente João Baptista Figueiredo. Os estudantes foram enquadrados na Lei de Segurança Nacional e absolvidos apenas em 1981.

Inventário das séries documentais do fundo da Comissão Estadual da Verdade “Paulo Stuart Wright” (1964/2015)

O objetivo da criação da Comissão Estadual da Verdade é auxiliar a Comissão Nacional, visando examinar e esclarecer violações de direitos humanos praticadas por motivação exclusivamente política no período de 18 de setembro de 1964 à 05 de outubro de 1988, no território do Estado de Santa Catarina, a fim de efetivar o direito à memória e à verdade histórica e contribuir para a promoção da reconciliação nacional. O fundo é constituído basicamente por cópias xerográficas dos processos do Superior Tribunal Militar, correspondente às séries: Correspondências Recebidas, Dossiês, Inquéritos, Listagens, Processos, Relatórios e Requerimentos.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

João Baptista de Oliveira Figueiredo (1918-1999)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 18x24cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: boa; RESUMO: Presidente Figueiredo e o governador Jorge Konder Bornhausen. Geógrafo, político e militar. Em 1958 alcançou a patente de tenente-coronel. Foi promovido a coronel e nomeado chefe da Agência do Serviço Nacional de Informações (SNI), em 1964, no Rio de Janeiro. Chefe do Estado Maior do III Exército e chefiou o gabinete militar do presidente Médici. Em 1974 foi promovido a general de divisão, e assumiu a chefia do SNI, cargo que ocupou até 1978. Foi o 30º Presidente do Brasil, de 1979 a 1985, e o último presidente do período da ditadura militar.