Professores

Taxonomia

Código

Nota(s) de âmbito

Nota(s) de fonte(s)

Nota(s) de exibição

Termos hierárquicos

Professores

Termos equivalentes

Professores

Termos associados

Professores

50 Descrição arquivística resultados para Professores

50 resultados diretamente relacionados Excluir termos específicos

Adilamar Rocha (1950-?)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 9x12cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Boa; OBSERVAÇÕES: Consta no verso: “Adilamar Rocha/Apresentadora do jornal “TV Notícia” – 12h00 – 2ª a sábado e do programa “Vôo – 762 – 10h30 – 2ª a 6ª/TV Eldorado”.; RESUMO: Radialista e jornalista. Professora (1968-1972). Atuou em órgão da Secretaria de Estado da Educação (1973-1987). Primeira apresentadora de telejornal da TV Eldorado (1980) e primeira locutora de rádio FM de Criciúma. Apresentadora do jornal “TV Notícia” da TV Eldorado.

Eldorado Catarinense LTDA

Adolfo José Martins (1885-1968)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 6x12cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Bom; RESUMO: Fundou e dirigiu o Colégio 2 de Maio (1904) e Colégio Guia do Futuro. Fundou o jornal “Gazeta Joaquinense” (1906) e um colégio-internato em Bom Jardim da Serra. Vereador na Câmara Municipal de São Joaquim (1918-1921 e 1947-1950). Intendente Municipal em Bom Jardim da Serra (1934). Deputado Estadual à Assembleia Legislativa de Santa Catarina (1935-1937).

Antonieta de Barros (1901-1952)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 9x15cm, p&b, 2 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Bom; MODO DE AQUISIÇÃO: doação, 1998.; OBSERVAÇÕES: A foto é de um desenho de Carlos Humberto Correa feito em 1971 e consta no verso: “Antonieta de Barros – Desenho de Carlos Humberto Correia 1971 para biografia publicada em Notícias Culturais”; RESUMO: Antonieta fundou o Curso Particular Antonieta de Barros (1922) e o dirigiu até o ano de sua morte. Criou e dirigiu o jornal “A Semana”, mantido até 1927; dirigiu o periódico “Vida Ilhoa” (1930); fundou e dirigiu o jornal “A Semana” (1922-1927). Escreveu vários artigos para jornais locais e o livro “Farrapos de Idéias, 1937”, com o pseudônimo de “Maria da Ilha”. Fez parte do Conselho Deliberativo da Associação Catarinense de Imprensa (a partir de 1938). Lecionou na Escola Normal Catarinense, no Colégio Coração de Jesus, no Colégio Dias Velho e no atual Instituto Estadual de Educação (sendo diretora nos dois últimos). Foi uma das primeiras mulheres eleitas no Brasil e a primeira negra brasileira a assumir um mandato popular, tendo sido pioneira e inspiração para o movimento negro.

Correia, Carlos Humberto

Antônio Mâncio da Costa (1886-1971)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 6,5x10cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada, com fungo; LEGIBILIDADE: Regular; MODO DE AQUISIÇÃO: doação, 1985.; RESUMO: Principal Secretário do Governador Hercílio Luz (1918), Superintendente Municipal substituto de Florianópolis (1919) e Inspetor de Ensino (1919). Deputado ao Congresso Representativo de Santa Catarina (1922-1924). Chefe da Instrução Pública do Estado (nomeado em 1926). Diretor da Imprensa Oficial do Estado (nomeação de 1934). Professor de Português e Ciências, Diretor do Instituto de Educação Dias Velho. Co-fundador da Faculdade de Farmácia e Odontologia de Santa Catarina e Fundador da Cadeira nº 25 da Academia Catarinense de Letras.

Antônio Mâncio da Costa (1886-1971)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 7x12cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: merelada; LEGIBILIDADE: RESUMO: Principal Secretário do Governador Hercílio Luz (1918), Superintendente Municipal substituto de Florianópolis (1919) e Inspetor de Ensino (1919). Deputado ao Congresso Representativo de Santa Catarina (1922-1924). Chefe da Instrução Pública do Estado (nomeado em 1926). Diretor da Imprensa Oficial do Estado (nomeação de 1934). Professor de Português e Ciências, Diretor do Instituto de Educação Dias Velho. Co-fundador da Faculdade de Farmácia e Odontologia de Santa Catarina e Fundador da Cadeira nº 25 da Academia Catarinense de Letras.

Carlos Othon Schlappal (?-1883)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 6x10,5cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: manchada, amarelada; LEGIBILIDADE: Regular; OBSERVAÇÕES: Consta no verso: “Ao Illmo. sr. João do Prado Faria/Offerece seu companheiro e amigo Carlos Schlappal/Em 1 de agosto de 1876.; RESUMO: Elaborou uma carta topográfica de Desterro (1876). Professor de primeiras letras na Colônia Dona Francisca (1854-1856). Demarcou os lotes da colônia Angelina, fundada em 1860, da qual foi diretor, de 1860 a 1869. Ajudante do capitão de engenheiros Sebastião de Sousa e Melo no relatório do presidente da província Francisco Carlos de Araújo Brusque à Assembleia Legislativa (1861). Em 1876 começou a trabalhar como agrimensor na recém fundada colônia de Braço do Norte. Auxiliou na medição das terras do patrimônio dotal da Princesa Isabel, resultando na criação da Colônia Grão Pará.

L. Terragno & Cia

Cesar Valente

DESCRIÇÃO FÍSICA: 9x12cm, p&b, 2 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Bom; RESUMO: Iniciou no jornalismo em 1970, no jornal “O Estado”, de Florianópolis. Repórter, redator, cronista, ilustrador, cartunista, designer gráfico, professor universitário, coordenador de curso universitário, editor, chefe de redação, secretário de redação, sócio-proprietário de empresa jornalística, colunista e blogueiro. Fez parte da comissão que criou o Curso de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina.

Clementino Fausto Barcelos de Brito (1879-1953)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 9x14cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: manchada, amarelada; LEGIBILIDADE: Regular; MODO DE AQUISIÇÃO: doação, 1985.; RESUMO: Professor e escritor membro da Academia Catarinense de Letras.

Enedino Batista Ribeiro (1899-1989)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 7x9cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Bom; RESUMO: Deputado Estadual para a Assembleia Legislativa de Santa Catarina (1951-1955). Presidente da Comissão Estadual de Abastecimento e Preços (1954-1956); Diretor Comercial da Empresa Força e Luz de SC (1956-1959); e Inspetor Geral interino da Inspetoria de Veículos e Trânsito Público de SC (1956). Representou o Governo do Estado junto ao Conselho Regional do Serviço Social Rural (1959-1961). Com outros fundou o Curso de Farmácia na Universidade Federal de Santa Catarina (1948) e lá foi professor de Farmacognosia. Escritor e autor de livros históricos e técnicos.

Francisco Tavares da Cunha Melo Sobrinho (1873-1960)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 6x12cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Bom; RESUMO: Promotor Público de São José (nomeado em 1895) e Juiz de Direito em São Miguel (1896), Tijucas e Joinville. Um dos fundadores do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina (1896). Deputado Estadual para o Congresso Representativo de Santa Catarina (1907-1909 e 1913-1915). Conselheiro e Intendente Municipal de Joinville em 1910. Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado (1914) e Presidente do mesmo (1924-1930 e 1934). Chefiou a Polícia do Estado catarinense (1918-1922). Junto de José Boiteux, fundou a Faculdade de Direito de Santa Catarina (1932), sendo o primeiro diretor da instituição e professor de Direito Civil.

Henrique Rupp Junior (1880-1959)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 6x10cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Bom; RESUMO: Promotor Público nas Comarcas catarinenses de Curitibanos e Florianópolis (1909). Fundou o jornal “A Vanguarda” e foi redator do jornal “O Dia” (1908-1910). Fundou o periódico “A Pátria” e, em 1915, o jornal “O Estado”, sendo Diretor até 1917. Deputado Estadual ao Congresso Representativo de Santa Catarina (1901-1903, 1907-1909 e 1916-1924). Superintendente substituto de Florianópolis (abril de 1912 e dezembro de 1912 a de janeiro de 1913). Fundou a Legião Republicana que agregava políticos do PRC. Deputado Federal (1935-1937). Professor de Direito Comercial, diretor e um dos fundadores da Faculdade de Direito de Santa Catarina Um dos fundadores da União Democrática Nacional no Estado (1945).

Índice geográfico das Atas das Escolas e Grupos Escolares (1943/1944), v. 02

Os documentos relativos a Educação são muito pesquisados, por isso elaboramos um Instrumento de Pesquisa com o intuito de ajudar os pesquisadores. A série escolhida foram as “ATAS”, das Escolas e Grupos Escolares (ESC/GE), onde há relatos riquíssimos de atividades das Associações Escolares como: eleição dos conselhos da caixa escolar, reunião pedagógica, plano de aula, biblioteca escolar, fundação de jornal escolar, liga pró-língua nacional, clube de leitura, clube agrícola, pelotão de saúde, museu escolar, ata de exames e prova para admissão de professores, exposição escolar, programa de festa e círculo de pais e professores. Este Instrumento de Pesquisa abrange as datas de 1943 a 1944 e está organizado alfabeticamente pelo nome do município, nome da escola/grupo escolar, assunto, ano, página e volume.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Índice geográfico das Atas das Escolas e Grupos Escolares (1944/1946), v. 3

Os documentos relativos a Educação são muito pesquisados, por isso elaboramos um Instrumento de Pesquisa com o intuito de ajudar os pesquisadores. A série escolhida foram as “ATAS”, das Escolas e Grupos Escolares (ESC/GE), onde há relatos riquíssimos de atividades das Associações Escolares como: eleição dos conselhos da caixa escolar, reunião pedagógica, plano de aula, biblioteca escolar, fundação de jornal escolar, liga pró-língua nacional, clube de leitura, clube agrícola, pelotão de saúde, museu escolar, ata de exames e prova para admissão de professores, exposição escolar, programa de festa e círculo de pais e professores. Este Instrumento de Pesquisa abrange as datas de 1944 a 1946 e está organizado alfabeticamente pelo nome do município, nome da escola/grupo escolar, assunto, ano, página e volume.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Índice geográfico das Atas das Escolas e Grupos Escolares (1946/1947), v. 4

Os documentos relativos a Educação são muito pesquisados, por isso elaboramos um Instrumento de Pesquisa com o intuito de ajudar os pesquisadores. A série escolhida foram as “ATAS”, das Escolas e Grupos Escolares (ESC/GE), onde há relatos riquíssimos de atividades das Associações Escolares como: eleição dos conselhos da caixa escolar, reunião pedagógica, plano de aula, biblioteca escolar, fundação de jornal escolar, liga pró-língua nacional, clube de leitura, clube agrícola, pelotão de saúde, museu escolar, ata de exames e prova para admissão de professores, exposição escolar, programa de festa e círculo de pais e professores. Este Instrumento de Pesquisa abrange as datas de 1946 a 1947 e está organizado alfabeticamente pelo nome do município, nome da escola/grupo escolar, assunto, ano, página e volume.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Índice geográfico das Atas das Escolas e Grupos Escolares (1946/1948), v. 5

Os documentos relativos a Educação são muito pesquisados, por isso elaboramos um Instrumento de Pesquisa com o intuito de ajudar os pesquisadores. A série escolhida foram as “ATAS”, das Escolas e Grupos Escolares (ESC/GE), onde há relatos riquíssimos de atividades das Associações Escolares como: eleição dos conselhos da caixa escolar, reunião pedagógica, plano de aula, biblioteca escolar, fundação de jornal escolar, liga pró-língua nacional, clube de leitura, clube agrícola, pelotão de saúde, museu escolar, ata de exames e prova para admissão de professores, exposição escolar, programa de festa e círculo de pais e professores. Este Instrumento de Pesquisa abrange as datas de 1946 a 1948 e está organizado alfabeticamente pelo nome do município, nome da escola/grupo escolar, assunto, ano, página e volume.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Índice geográfico das Atas das Escolas e Grupos Escolares (1947/1948), v. 6

Os documentos relativos a Educação são muito pesquisados, por isso elaboramos um Instrumento de Pesquisa com o intuito de ajudar os pesquisadores. A série escolhida foram as “ATAS”, das Escolas e Grupos Escolares (ESC/GE), onde há relatos riquíssimos de atividades das Associações Escolares como: eleição dos conselhos da caixa escolar, reunião pedagógica, plano de aula, biblioteca escolar, fundação de jornal escolar, liga pró-língua nacional, clube de leitura, clube agrícola, pelotão de saúde, museu escolar, ata de exames e prova para admissão de professores, exposição escolar, programa de festa e círculo de pais e professores. Este Instrumento de Pesquisa abrange as datas de 1947 a 1948 e está organizado alfabeticamente pelo nome do município, nome da escola/grupo escolar, assunto, ano, página e volume.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Índice geográfico das Atas das Escolas e Grupos Escolares (1948/1949), v. 7

Os documentos relativos a Educação são muito pesquisados, por isso elaboramos um Instrumento de Pesquisa com o intuito de ajudar os pesquisadores. A série escolhida foram as “ATAS”, das Escolas e Grupos Escolares (ESC/GE), onde há relatos riquíssimos de atividades das Associações Escolares como: eleição dos conselhos da caixa escolar, reunião pedagógica, plano de aula, biblioteca escolar, fundação de jornal escolar, liga pró-língua nacional, clube de leitura, clube agrícola, pelotão de saúde, museu escolar, ata de exames e prova para admissão de professores, exposição escolar, programa de festa e círculo de pais e professores. Este Instrumento de Pesquisa abrange as datas de 1948 a 1949 e está organizado alfabeticamente pelo nome do município, nome da escola/grupo escolar, assunto, ano, página e volume.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Índice geográfico das Atas das Escolas e Grupos Escolares (1949), v. 8

Os documentos relativos a Educação são muito pesquisados, por isso elaboramos um Instrumento de Pesquisa com o intuito de ajudar os pesquisadores. A série escolhida foram as “ATAS”, das Escolas e Grupos Escolares (ESC/GE), onde há relatos riquíssimos de atividades das Associações Escolares como: eleição dos conselhos da caixa escolar, reunião pedagógica, plano de aula, biblioteca escolar, fundação de jornal escolar, liga pró-língua nacional, clube de leitura, clube agrícola, pelotão de saúde, museu escolar, ata de exames e prova para admissão de professores, exposição escolar, programa de festa e círculo de pais e professores. Este Instrumento de Pesquisa abrange o ano de 1949 e está organizado alfabeticamente pelo nome do município, nome da escola/grupo escolar, assunto, ano, página e volume.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Índice geográfico das Atas das Escolas e Grupos Escolares (1949/1950), v. 9

Os documentos relativos a Educação são muito pesquisados, por isso elaboramos um Instrumento de Pesquisa com o intuito de ajudar os pesquisadores. A série escolhida foram as “ATAS”, das Escolas e Grupos Escolares (ESC/GE), onde há relatos riquíssimos de atividades das Associações Escolares como: eleição dos conselhos da caixa escolar, reunião pedagógica, plano de aula, biblioteca escolar, fundação de jornal escolar, liga pró-língua nacional, clube de leitura, clube agrícola, pelotão de saúde, museu escolar, ata de exames e prova para admissão de professores, exposição escolar, programa de festa e círculo de pais e professores. Este Instrumento de Pesquisa abrange o período de 1949/1950 e está organizado alfabeticamente pelo nome do município, nome da escola/grupo escolar, assunto, ano, página e volume.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Índice geográfico das Atas das Escolas e Grupos Escolares (1950), v. 10

Os documentos relativos a Educação são muito pesquisados, por isso elaboramos um Instrumento de Pesquisa com o intuito de ajudar os pesquisadores. A série escolhida foram as “ATAS”, das Escolas e Grupos Escolares (ESC/GE), onde há relatos riquíssimos de atividades das Associações Escolares como: eleição dos conselhos da caixa escolar, reunião pedagógica, plano de aula, biblioteca escolar, fundação de jornal escolar, liga pró-língua nacional, clube de leitura, clube agrícola, pelotão de saúde, museu escolar, ata de exames e prova para admissão de professores, exposição escolar, programa de festa e círculo de pais e professores. Este Instrumento de Pesquisa abrange o ano de 1950 e está organizado alfabeticamente pelo nome do município, nome da escola/grupo escolar, assunto, ano, página e volume.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Índice geográfico das Atas das Escolas e Grupos Escolares (1950/1951), v. 11

Os documentos relativos a Educação são muito pesquisados, por isso elaboramos um Instrumento de Pesquisa com o intuito de ajudar os pesquisadores. A série escolhida foram as “ATAS”, das Escolas e Grupos Escolares (ESC/GE), onde há relatos riquíssimos de atividades das Associações Escolares como: eleição dos conselhos da caixa escolar, reunião pedagógica, plano de aula, biblioteca escolar, fundação de jornal escolar, liga pró-língua nacional, clube de leitura, clube agrícola, pelotão de saúde, museu escolar, ata de exames e prova para admissão de professores, exposição escolar, programa de festa e círculo de pais e professores. Este Instrumento de Pesquisa abrange o período de 1950/1951 e está organizado alfabeticamente pelo nome do município, nome da escola/grupo escolar, assunto, ano, página e volume.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Índice geográfico das Atas das Escolas e Grupos Escolares (1951), v. 12

Os documentos relativos a Educação são muito pesquisados, por isso elaboramos um Instrumento de Pesquisa com o intuito de ajudar os pesquisadores. A série escolhida foram as “ATAS”, das Escolas e Grupos Escolares (ESC/GE), onde há relatos riquíssimos de atividades das Associações Escolares como: eleição dos conselhos da caixa escolar, reunião pedagógica, plano de aula, biblioteca escolar, fundação de jornal escolar, liga pró-língua nacional, clube de leitura, clube agrícola, pelotão de saúde, museu escolar, ata de exames e prova para admissão de professores, exposição escolar, programa de festa e círculo de pais e professores. Este Instrumento de Pesquisa abrange o ano de 1951 e está organizado alfabeticamente pelo nome do município, nome da escola/grupo escolar, assunto, ano, página e volume.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Índice geográfico das Atas das Escolas e Grupos Escolares (1951), v. 13

Os documentos relativos a Educação são muito pesquisados, por isso elaboramos um Instrumento de Pesquisa com o intuito de ajudar os pesquisadores. A série escolhida foram as “ATAS”, das Escolas e Grupos Escolares (ESC/GE), onde há relatos riquíssimos de atividades das Associações Escolares como: eleição dos conselhos da caixa escolar, reunião pedagógica, plano de aula, biblioteca escolar, fundação de jornal escolar, liga pró-língua nacional, clube de leitura, clube agrícola, pelotão de saúde, museu escolar, ata de exames e prova para admissão de professores, exposição escolar, programa de festa e círculo de pais e professores. Este Instrumento de Pesquisa abrange o ano de 1951 e está organizado alfabeticamente pelo nome do município, nome da escola/grupo escolar, assunto, ano, página e volume.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Índice geográfico das Atas das Escolas e Grupos Escolares (1951/1953), v. 14

Os documentos relativos a Educação são muito pesquisados, por isso elaboramos um Instrumento de Pesquisa com o intuito de ajudar os pesquisadores. A série escolhida foram as “ATAS”, das Escolas e Grupos Escolares (ESC/GE), onde há relatos riquíssimos de atividades das Associações Escolares como: eleição dos conselhos da caixa escolar, reunião pedagógica, plano de aula, biblioteca escolar, fundação de jornal escolar, liga pró-língua nacional, clube de leitura, clube agrícola, pelotão de saúde, museu escolar, ata de exames e prova para admissão de professores, exposição escolar, programa de festa e círculo de pais e professores. Este Instrumento de Pesquisa abrange o período de 1951/1953 e está organizado alfabeticamente pelo nome do município, nome da escola/grupo escolar, assunto, ano, página e volume.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Inventário analítico dos Ofícios das Câmaras Municipais para Presidência da Província (1874/1877), v. 16

Neste volume foi organizada a Subsérie Ofícios, do período de 1874 a 1877. Encontramos também documentos do tipo Cópias de Ofícios e Telegramas. Encontramos nesses códices/volumes documentos encaminhados para o Presidente da Província, Vice-Presidente da Província, Secretário do Governo Provincial e para o Presidente e Deputados da Assembleia Legislativa Provincial. Os lugares de origem dos documentos são: Desterro, Laguna, São José, Tubarão, São Miguel, Tijucas, Itajaí, São Francisco, Joinville, Lages e Curitibanos. Os documentos tratam na sua maioria de assuntos administrativos das Câmaras Municipais, tais como: nomeações, eleições, posse, juramentos etc; Leis, Avisos, Atas, Portarias, Decretos, Atos, Falas, Resoluções, Regulamentos, Regimentos, Posturas etc, e ainda, relação dos Presidentes e Vice-Presidentes da Província desde o ano de 1823; distribuição do Periódico “O Conciliador”; novo padrão de pesos e medidas (sistema métrico decimal francês); requerimentos para compra de terras ao Estado; epidemias de varíola, sarampo, câmara de sangue e febre amarela, Instituto Vaccinico da Corte; situação financeira dos presos indigentes; situação das habilitações dos professores públicos, estabelecimento apropriado à educação dos filhos livres de mulheres escravas, fundação de uma Biblioteca Pública em São José; construção da ponte da Barra da Lagoa (Desterro), reformas de caminhos, estradas e pontes; Junta Classificadora de Emancipação de Escravos; Associação Agrícola das Colônias Príncipe D. Pedro e Itajaí; agricultura - introdução da cultura de mandioca do tipo S. Pedrinho da Província do Paraná e moniporé da Província do Ceará, amostras de madeiras para formar a coleção de espécies curiosas e úteis do Museu Industrial a ser inaugurado na Corte pelo Imperial Instituto Fluminense de Agricultura; exposição Internacional da Philadelphia; memorial nacional do Ipiranga, comemorativo a independência do Brasil; donativos aos flagelados da Província do Ceará devido à seca.

Arquivo Público do Estado de Santa Catarina

Ivan César Ranzolin (1939-?)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 6,5x8,5cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Regular; RESUMO: Exerceu a advocacia e foi professor universitário. Presidiu o Conselho Municipal de Esportes de Lages (1965-1966 e 1971-1972). Exerceu a função de Assessor Jurídico da Câmara Municipal lageana (1967 a 1978). Deputado Estadual à Assembleia Legislativa de Santa Catarina (1979-2003). Elegeu-se Vice-Prefeito de Lages, na chapa encabeçada por Raimundo Colombo em 1988. Deputado Federal por Santa Catarina (2003-2006). Diretor-Presidente da Companhia de Gás de Santa Catarina (2007-2010). Defensor Público-Geral do Estado (2012-2016.). Presidiu o Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (2016-2018).

Jair Girardi (1950-2017)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 6x9cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: escrita, amarelada; LEGIBILIDADE: Bom; RESUMO: Professor (1968-1973), supervisor da Rede Municipal de Ensino de Blumenau (1973-1980), empresário e sócio-gerente da Tannen Garden Imobiliária Ltda. e da Jardim Itoupavas Imobiliária Ldta. Vereador na Câmara de Blumenau no período de 1979-1981. Deputado Estadual à Assembleia Legislativa de Santa Catarina (1983-1987).

Jair Girardi (1950-2017)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 7x9cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Bom; RESUMO: Professor (1968-1973), supervisor da Rede Municipal de Ensino de Blumenau (1973-1980), empresário e sócio-gerente da Tannen Garden Imobiliária Ltda. e da Jardim Itoupavas Imobiliária Ltda. Vereador na Câmara de Blumenau (1979-1981). Deputado Estadual à Assembleia Legislativa de Santa Catarina (1983-1987).

Weiss, Alberto

João Davi Ferreira Lima (1910-2001)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 9x12cm, p&b, 2 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Boa ; RESUMO: Advogado e professor universitário. Designado para o cargo de Procurador Fiscal do Estado de Santa Catarina (1941). Membro do conselho e da comissão de disciplina da Ordem dos Advogados de Santa Catarina (1945-1947). Participou da fundação da primeira empresa de aviação comercial de Santa Catarina na década de 1950. Um dos fundadores da Universidade Federal de Santa Catarina, em 1960, tendo sido também o seu primeiro reitor (1961 - 1972). Secretário da fazenda.

João José Rosas Ribeiro de Almeida (1832-1889)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 5x6cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada, com fungo; LEGIBILIDADE: Regular; MODO DE AQUISIÇÃO: doação, 1985.; RESUMO: Jornalista, professor e político brasileiro. Deputado à Assembleia Legislativa Provincial de Santa Catarina. Pai de Oscar Rosas.

João Norberto Coelho Neto (1947-?)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 7x9cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: escrita, amarelada; LEGIBILIDADE: Bom; RESUMO: Advogado dedicado à área previdenciária em escritório próprio. Serviu o Exército no 62 Batalhão de Infantaria. Professor de educação física, trabalhou no Banco Real e presidiu o Sindicato dos Bancários local. Vice-Prefeito de Joinville (2013-2016), Vereador no mesmo município e Deputado Federal por Santa Catarina. Duas vezes Vereador em Joinville, entre 1973 e 1982. Deputado Estadual à Assembleia Legislativa de Santa Catarina (1983-1987). Juiz Classista no Tribunal Regional do Trabalho (1988-1994).

José Brazilício de Souza (1854-1910)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 5x9cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Péssima; MODO DE AQUISIÇÃO: doação, 1985.; RESUMO: Maestro, pianista, violinista, professor de geografia e compositor.

José Joaquim Lopes Netto (1803-1894)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 5,5x9,5cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada, com fungo; LEGIBILIDADE: Regular; MODO DE AQUISIÇÃO: doação, 1985.; RESUMO: Ainda jovem se inscreveu voluntariamente para o Exército e era Cadete quando combateu pela primeira vez. Professor de primeiras letras em Laguna (1831). Secretário do Colégio Eleitoral da Capital (1846). Jornalista que, por meio de leilão judicial, adquiriu a “Tipografia Provincial”. Fundou os Jornais: “O Argos da Província de Santa Catarina”, Desterro (1856); “Conservador”, Desterro (1855); e “O Despertador” (era proprietário), Desterro (1863-1885). Deputado à Assembleia Legislativa Provincial catarinense (1850-1855, 1860-1863 e 1866-1867). Delegado de Polícia da Capital, nomeado em 1869.

Moreira, Santos

Manoel de Oliveira Cruz

DESCRIÇÃO FÍSICA: 4x7cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: manchada, rasgada, amarelada; LEGIBILIDADE: Regular; MODO DE AQUISIÇÃO: doação, 1985.; RESUMO: Professor.

Lopes, José R.

Nereu do Vale Pereira (1928-?)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 7x11cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Regular; RESUMO: Professor em escolas de 1º e 2º graus, na Universidade do Estado de Santa Catarina (1961-1988) e na Universidade Federal de Santa Catarina (1962-1992), obteve a livre docência em Sociologia (1974). Lecionou nos cursos superiores da Polícia Militar de Santa Catarina. Fundou o Partido Democrático Cristão (1946) em Florianópolis, presidiu o diretório municipal . Membro do diretório estadual e nacional. Vereador à Câmara Municipal de Florianópolis (1959-1963). 1º Secretário da Mesa Diretora (1959).

Neudy Primo Massolini (1929-1992)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 6x9cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Regular; RESUMO: Presidiu a União Catarinense de Estudantes (1952-1955), fundou e foi presidente da Campanha Nacional de Escolas da Comunidade (1952). Fundou o Ginásio Concórdia e a Escola Técnica de Comércio Nossa Senhora do Rosário, onde foi professor e diretor (1954-1957). Diretor de Administração da Prefeitura (1957). Vereador (1959-1967). Nos dois mandatos presidiu a Casa Legislativa. Prefeito de Concórdia (1973-1977). Deputado Estadual (1979-1991).

Osvaldo de Oliveira Maciel (?-2005)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 12,5x24cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Regular; RESUMO: Professor na Universidade Federal de Santa Catarina no Departamento de Ciências Fisiológicas do Centro de Ciências Biológicas.

Osvaldo de Oliveira Maciel (?-2005)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 24x18cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: manchada, amarelada; LEGIBILIDADE: Regular; RESUMO: Professor na Universidade Federal de Santa Catarina no Departamento de Ciências Fisiológicas do Centro de Ciências Biológicas.

Osvaldo Rodrigues Cabral (1903-1978)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 16x22cm, p&b, 2 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Ruim.; RESUMO: Formado em medicina pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e dos Institutos Históricos e Geográficos da Bahia, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Foi também membro das Academias de Letras do Paraná, Piauí e Santa Catarina. Deputado à Assembleia Legislativa de Santa Catarina (1947-1955). Em 1951, Cabral qualificou as ideias políticas e educacionais de Antonieta de Barros, primeira negra eleita para um cargo público no Brasil, como “intriga barata de senzala”. A declaração rendeu uma resposta da parlamentar em uma crônica no jornal “O Estado”. O Museu Universitário Oswaldo Rodrigues Cabral, na UFSC, leva o seu nome.

Paulo Henrique Blasi (1929-2013)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 8x9cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: Amarelada; LEGIBILIDADE: Boa ; RESUMO: Professor de Direito Administrativo, desde 1957. Consultor jurídico do Estado de Santa Catarina (1955), onde exerceu os cargos de procurador-geral (1959-60), secretário de Estado da Justiça (1958), da Administração (1972) e da Educação (1973-74). Ocupou, também, as funções de juiz do TRE/SC, conselheiro estadual e federal da OAB e presidente da OAB/SC (1989-91). Durante sua gestão, foi criada a Escola Superior de Advocacia, destinada ao aperfeiçoamento de advogados.

Renato de Mello Vianna (1944-?)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 12x18cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Regular; RESUMO: Bacharel em Direito e Letras. Professor de Direito Penal (1968) e Vice-Reitor (1974-1978) da Fundação Universitária da Região de Blumenau. Assessor (1971-1972) e Chefe da Assessoria Jurídica (1972-1976) na Prefeitura de Blumenau. Prefeito de Blumenau (1977-1982 e 1993-1996). Deputado Federal por Santa Catarina (1983-1993 e 1999-2002). Presidente da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (2003-2006). Presidente (2007 e 2011) e Diretor-Financeiro (2008) do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul.

Renato de Mello Vianna (1944-?)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 12x18cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Boa; RESUMO: Bacharel em Direito e Letras. Professor de Direito Penal (1968) e Vice-Reitor (1974-1978) da Fundação Universitária da Região de Blumenau. Assessor (1971-1972) e Chefe da Assessoria Jurídica (1972-1976) na Prefeitura de Blumenau. Prefeito de Blumenau (1977-1982 e 1993-1996). Deputado Federal por Santa Catarina (1983-1993 e 1999-2002). Presidente da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (2003-2006). Presidente (2007 e 2011) e Diretor-Financeiro (2008) do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul.

Renato de Mello Vianna (1944-?)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 3x4cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Bom; RESUMO: Bacharel em Direito e Letras. Professor de Direito Penal (1968) e Vice-Reitor (1974-1978) da Fundação Universitária da Região de Blumenau. Assessor (1971-1972) e Chefe da Assessoria Jurídica (1972-1976) na Prefeitura de Blumenau. Prefeito de Blumenau (1977-1982 e 1993-1996). Deputado Federal por Santa Catarina (1983-1993 e 1999-2002). Presidente da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (2003-2006). Presidente (2007 e 2011) e Diretor-Financeiro (2008) do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul.

Roberto Tromposwisk (1853-1926)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 6x10cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: manchada, amarelada; LEGIBILIDADE: Péssima; MODO DE AQUISIÇÃO: doação, 1985.; OBSERVAÇÕES: Consta no verso: “Ao meu amigo Lindolpho, em signal de amisade/ R. Tromposwisk/ 1873.”.; RESUMO: Militar e professor de matemática, autor de livros didáticos.

Mercurin

Silvio Sneicikorvski

DESCRIÇÃO FÍSICA: 18x12cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: boa; RESUMO: Criador da Escola Técnica Tupy (1956) e ex-secretário de educação de Joinville (1997-2008). Educador foi responsável pelo primeiro centro de formação em tecnologia de Joinville.

Suzana Albornoz (1939-?)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 12x18cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Boa; RESUMO: Escritora e educadora, professora de sociologia e filosofia. Dirigiu a escola pré-primária Recanto Infantil Francisco de Assis, em Porto Alegre, no final dos anos 1960. Colaborou de diversas formas em núcleos do Partido dos Trabalhadores em Porto Alegre.

Victor Meirelles de Lima (1832-1903)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 6,5 e 10x9,5 e 15cm, p&b, 2 ex.; CONSERVAÇÃO: rasgada, amarelada; LEGIBILIDADE: Regular; MODO DE AQUISIÇÃO: doação, 1985.; RESUMO: Pintor e professor. Em seu apogeu foi considerado um dos principais artistas do Segundo Reinado.

Walter Zigelli (1993-2019)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 3x4cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO: amarelada; LEGIBILIDADE: Bom; RESUMO: Vereador em Joaçaba. Deputado Estadual (1963-1967). Tabelião de Notas da Comarca de Joaçaba. Juiz Substituto de Joinville e após Juiz de Direito, sucessivamente, nas Comarcas catarinenses de Trombudo Central, Orleans, Biguaçu, Palhoça e Capital. Professor na Universidade Federal de Santa Catarina na disciplina de Direito Processual Civil. Exerceu atividades jornalísticas no “Jornal Cruzeiro do Sul” e foi diretor na “Rádio Diário da Manhã”.

Wilmar Dallanhol (1940-?)

DESCRIÇÃO FÍSICA: 3x4cm, p&b, 1 ex.; CONSERVAÇÃO:amarelada; LEGIBILIDADE: Bom; RESUMO: Assessor Técnico do governo de Santa Catarina (1962 e 1970), representou o Estado junto ao Conselho de Desenvolvimento do Extremo Sul (1963-1968) e exerceu funções de assistente técnico do Banco de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (1963-1971). Diretor Financeiro das Centrais Elétricas de Santa Catarina; Consultor Jurídico do Estado, integrante do Grupo de Planejamento Global do Estado; Diretor da Companhia Melhoramentos de Videira e Presidente da Metropolitana (1970). Deputado Federal por Santa Catarina (1971-1978). Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Santa (1979), Vice-Presidente (1980) e Presidente (1982-1984). Professor de Economia na Faculdade de Educação da Universidade para Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (1980). Presidente das Centrais Elétricas do Sul do Brasil (1985-1987); Membro do Conselho de Administração do Banco Meridional (1990); Diretor e Presidente Substituto de Administração e Finanças do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (1995-1999); Vice-Diretor da Escola Superior de Administração e Gerência da UDESC e Técnico do Departamento de Pesquisa da Federação das Indústrias de Santa Catarina. Contribuiu com a fundação do Partido da Frente Liberal, foi Presidente do diretório estadual.